DSTEC - Comunicação por pensamento
Comunicação por pensamento?

Cientistas trabalham para desenvolver tecnologia que permite conversa telepática

Quem tem mais de 30 anos lembra bem o quanto poderia ser difícil conseguir falar com alguém quando a alternativa mais rápida de comunicação era o telefone fixo, lá nos anos 1990. Hoje, trocar mensagens instantaneamente e fazer ligações em vídeo para qualquer lugar do mundo já é algo corriqueiro. As mudanças no mundo da comunicação aconteceram de forma muito rápida e disruptiva – e as inovações que estão chegando prometem ser ainda mais. Uma das mais promissoras é o brain-computer interface (BCI), ou interface cérebro-computador.

É isso mesmo: uma conexão entre seu cérebro e a máquina, possibilitando comandos somente com o pensamento, sem qualquer esforço físico. Muito provavelmente, em um futuro próximo, poderemos conversar com qualquer pessoa em qualquer lugar só usando o pensamento. “Daqui a pouco, a gente não vai precisar falar para fazer uma entrevista como esta (feita em uma chamada de áudio pela internet com a equipe de reportagem no Brasil e o entrevistado em Hong Kong). Poderemos conversar de forma telepática”, exemplifica o pesquisador Diogo Cortiz, professor de Tecnologias da Inteligência e Design Digital da PUC-SP.

Aplicações de BCI podem até parecer um tanto futuristas, mas já estão à venda na internet. Com US$ 299 (algo em torno de R$ 1,2 mil), você compra um dispositivo semelhante a um capacete que possibilita jogar e realizar outras interações com o computador somente pelo pensamento ou com expressões faciais. É um modelo com funções um tanto limitadas – basicamente, você consegue executar os comandos do mouse com a mente –, mas que já dão um “gostinho” do que poderá ser feito nos próximos anos.