DSTEC - Reguladores globais miram domínio de dados das gigantes de tecnologia
Reguladores globais miram domínio de dados das gigantes de tecnologia

Para evitar concorrência desleal, órgãos visam empresas que apostam em fintechs

Google, Alibaba e outras gigantes de tecnologia podem ser forçadas por reguladores globais a compartilhar os dados de clientes de seus serviços financeiros com bancos e fintechs para evitar concorrência desleal.

Enquanto o plano do Facebook para sua “stablecoin” libra é examinado, um corpo global de reguladores dos principais centros financeiros do mundo disse que os crescentes tentáculos das gigantes de tecnologia levantaram questões sobre estabilidade financeira, concorrência e privacidade de dados.

O FSB (Conselho de Estabilidade Financeira) pediu em um relatório divulgado no domingo um “monitoramento vigilante” da transição das empresas para o setor de serviços financeiros, o que, segundo o documento, poderá prejudicar a capacidade dos bancos de gerar capital por meio de lucros retidos.

Embora ainda sejam apenas emergentes na maioria dos países, as gigantes de tecnologia em locais como a China levaram serviços financeiros ao alcance de comunidades carentes, afirma o relatório do FSB, que é liderado pelo membro do Federal Reserve (Banco Central dos EUA), Randal Quarles.