Como podemos ajudar você?

O que esperar da tecnologia em 2022?

A tecnologia nos dá suporte para a evolução desde o início dos tempos e, agora, enquanto vivemos um processo de digitalização plena, não poderia ser diferente. O fim do ano, por coincidência ou não, representa também o fim de um ciclo e um momento oportuno para projeções sobre o que o futuro trará.

Desde 2020 vivemos uma relação intensa com a tecnologia em praticamente tudo o que fazemos, seja para amenizar a falta do abraço de amigos e familiares, ou para trabalhar e fazer compras pela Internet. Um estudo da International Data Corporation indica que mais de 50% da economia global será baseada ou influenciada pelo digital no próximo ano, então, vamos conferir alguns possíveis destaques em tecnologia para 2022.

Mais Internet, menos exclusão digital

Depois de muita expectativa sobre quando a implementação do 5G seria colocada em prática no Brasil, o ano de 2021 foi marcado pelo leilão das faixas de frequência, etapa fundamental para determinar pontos relevantes sobre a infraestrutura necessária.

O leilão permitiu a entrada de cinco novas operadoras de telefonia móvel no mercado brasileiro, o que pode tornar o serviço ainda mais barato que o 4G, na avaliação do ministro das Comunicações, que destaca que 1.174 municípios com mais de 30 mil habitantes contarão com pelo menos três prestadoras.

Entre os compromissos assumidos pelas empresas que compraram lotes no leilão de frequências, estão acordos úteis para a sociedade como o projeto de conectividade nas escolas que deve direcionar R$3,1 bilhões para levar internet ao ambiente escolar. O compromisso deve levar o 5G standalone¹ a 72 mil de 85 mil escolas urbanas, enquanto as não atendidas pelo padrão receberão o 4G ou o 5G não-standalone.

A Internet via satélite ajudará a ampliar a conectividade, atendendo áreas remotas como as comunidades rurais. Vale lembrar que a SpaceX adquiriu recentemente 1800 satélites, quantidade suficiente para que o serviço de internet via satélite Starlink alcance cobertura global.

Trabalho híbrido ou 100% remoto?

Surgindo a princípio como uma resposta rápida para proteger a longevidade de negócios sustentados no modelo do trabalho presencial, pré-pandemia, o home-office ganhou destaque estimulando rapidamente a reflexão sobre qual seria o futuro do modelo centralizado nos escritórios.

Depois de quase dois anos, a discussão parece ter se estabilizado entre o retorno ao modelo híbrido ou 100% remoto, modelo estimulado pela adesão de grandes players como Ambev, Johnson & Johnson, Petrobras e XP Inc. Basicamente as duas correntes que se destacam entre os profissionais que podem atuar fora dos escritórios são aqueles que defendem o trabalho 100% remoto, e os que preferem dividir o tempo entre o home-office e o trabalho presencial, contra poucos que defendem o retorno ao modelo tradicional.

As empresas que utilizam o trabalho remoto tendem a continuar organizando seus métodos e processos para melhorar a experiência de seus colaboradores, através de um suporte cada vez mais maduro e da compreensão profunda das peculiaridades de um sistema mais livre e focado nos resultados.

Consumidor no centro do processo para o comércio

O comércio tem uma visão cada vez mais centrada no consumidor, o que já é apontado há algum tempo como um caminho para favorecer a fidelização e o aumento de vendas. A usabilidade e experiência do usuário em apps e lojas virtuais, assim como a experiência de consumo nas lojas físicas, são pontos nos quais as empresas vêm investindo mais tempo e recursos.

A atenção aos detalhes e a busca por novos meios de otimizar a experiência do consumidor através da tecnologia seguirão em alta, através do uso de softwares, dispositivos e pelo uso dos dados para aumentar a relevância das ofertas apresentadas.

Segurança Digital

Diante do aumento do consumo online, acelerado pelos efeitos da pandemia como o isolamento social e as restrições impostas nas políticas de lockdown, torna-se imprescindível promover ambientes seguros, de forma que o consumidor possa se sentir à vontade e confiar na sua migração das lojas físicas para o digital.

A LGPD é uma das aliadas na proteção da privacidade do usuário, como uma força orientadora das práticas que envolvem dados pessoais. Apesar da sua importância para políticas de segurança, a LGPD depende de outros meios e métodos para minimizar os riscos do consumidor e, diante da intensa digitalização que vivemos, estes esforços conjuntos em prol da segurança digital seguirão em alta em 2022 (e além!).

Inteligência Artificial

Representando um assunto de grande destaque na mídia, sempre atraente para o mercado, a IA seguirá em destaque, e estará presente em pelo menos 25% das empresas nos próximos dois anos. Aplicável em campanhas de marketing mais eficientes, prevenção de fraudes, pesquisas científicas e apoio ao agronegócio, podemos dizer que um cenário em que a Inteligência Artificial perca sua relevância é, no mínimo, extremamente improvável (para não dizer impossível).

Em 2022 a utilização de aplicações em IA para automações, experiência do usuário e escalabilidade de negócios devem se consolidar ainda mais, sem ficar de fora do metaverso, é claro, onde a IA criativa poderia criar e apresentar músicas, poesias e arte de forma elaborada e aparentemente natural.

Hiperautomação

Com a busca por escalabilidade e mais desempenho, que se traduz em resultados positivos para empresas públicas e privadas, além de um menor tempo de espera para o consumidor, a hiperautomação promoverá processos de tomada de decisão cada vez melhores. A combinação entre machine learning e Inteligência Artificial ampliarão o potencial de plataformas e tecnologias como o RPA, reduzindo a burocracia, gerando maior performance e menores custos.

A intensificação da robotização e da IA nos processos empresariais deve estar entre as prioridades das organizações no ano que vem, segundo a avaliação dos CEOs ouvidos pela consultoria Gartner no estudo “Principais Tendências Estratégias de Tecnologia para 2022”. O estudo indica que, até 2024, os investimentos em hiperautomação atingirão 600 bilhões de Dólares.

Sejam quais forem as novas tendências, também é fundamental ter esperança sobre estarmos prestes a viver uma retomada econômica global, com avanços na saúde que nos ajudarão a lidar com a pandemia atual além de prevenir próximas crises similares. Que venha um excelente 2022!


¹ 5G Standalone ou “5G Puro” é a versão da rede que funciona de forma independente, sem o suporte da rede 4G.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.